SONS QUE CRIAM MUNDOS E SENSAÇÕES

click here for english version

#wecando TOPCASES

análise: qualidade x estética

Audio Quality vs. Video Quality

 Quero mostrar para você uma discussão sobre qualidade e estética. Claro que não temos que escolher sobre uma imagem e um som, mas aqui simplesmente é um exemplo de que como aceitamos mais uma imagem degradada do que um som degradado. Uma imagem degradada pode ser usada como estética, já um som ruim não se compreende a história.

Todo filme tem um estilo de som assim como um estilo de imagem

 

Falando sobre estética podemos criar mundos com o som e recriar-los para dar veracidade a imagem. Vemos no Star Wars  e também no Wall-e ambos feitos por Ben Burtt um novo universo com efeitos sonoros de máquinas e robôs.

Esses robôs e máquinas mostram um futuro, mas diferente de um universo futurista, já que repleto de elementos antigos/usados enferrujados, como portas rangendo e naves espaciais quebradas ou com defeitos, mostrando que aquele mundo já existia há muito tempo.

Todos estes recursos sonoros nos faz acreditar que aquele mundo pré-existe.
Vou mostrar para você nesse vídeo abaixo alguns exemplos

Ouça no filme Wall-e como criar uma modernidade antiga com rangidos de um robô velho. Criando- se a noção de tempo com o som.

No filme Star Wars podemos perceber até alguns sons de defeitos criando um mundo moderno mas desgastado/usado. 

#wecando MAKING OF

Veja um exemplo de  como criar mundos paralelos e sensações com design de som

Quais técnicas utilizamos

Vou mostrar para você como criar sentimentos e sensações com o som. O filme Na Quebrada do diretor Fernando Grostein Andrade, é baseado em histórias reais de alunos do instututo Criar. A cena do tiro remete a vítima a um mundo paralelo. Criamos a cena baseada em relatos reais retratando a sensação na qual tudo parece se apagar. Não se ouve, não se percebe o que está ao seu redor é um mundo a parte. Faça uma experiência, coloque a mão no ouvido e pressione de leve. Foi isso que fizemos com o som! Criamos este mundo onde não se sabe o que é um som de cena ou ou sentidos. sensações, confusões e flashes de memórias.

Veja nesse vídeo como esses efeitos foram criados divididos em 3 partes. A primeira chamarei de som de cena onde ambientes, foley foram gravados, tudo recriado na pós produção, nada nessa cena foi captada no set de filmagem a não ser o diálogo.

O segundo o que chamamos de efeitos “larger than life” que são os efeitos de impacto, tiros, pancadas, etc.

E a terceira parte sons para criar sensações. Aqui utilizamos alguns “synths”, um deles um som mais distorcido criando um mal estar e um “Moog” imitando um batimento cardîaco. Para acentuar a oscilação e a mudança de pitch (afinação) usamos o Eventide microshift.

Utilizamos os sons de trovões com flanger criando um “comb filter” (frequências que cancelam e se somam) fazendo que o som apareça e desapareça, oscilando como os batimentos cardíacos sintetizados. Usamos efeitos de modulação  como o “dimension D” para enfatizar a imagem estéreo. e o “chorus ensemble” que ajudou a cortar as altas frequências criando ainda mais a sensação de “ouvido fechado” e não conseguirmos identificar o que é real ou sensação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s