O SEGREDO PARA CRIAR DIMENSÕES COM SOM

click here for english version

#wecando TOPCASES

Worldizing: a sound design concept - by Walter Murch

Quero mostrar  para você uma coisa muito importante para pós produção que é  tornar as cenas reais. Muitas vezes gravamos vozes e efeitos em estúdios e em lugares onde temos maior controle sobre a qualidade de som. Mas como iludir nossos ouvidos e fazer todos acreditarem que o som gravado pertence ao local que vemos na tela?

Water Murch, um dos primeiros a receber o nome de sound design, fez filmes como: “O poderoso chefão”; “A insustentável leveza do ser”; “Ghost: do outro lado da vida”; “Apocalipse now”; “O paciente inglês”, entre outros, ia aos lugares onde eram filmado certas cenas e montava um set up de caixas no mesmo local, tocava as vozes gravadas no estúdio por essas caixas, posicionava os microfones e regravava os sons com a reverberação do local. Assim, trazia mais veracidade para a cena.

Hoje recriamos esses ambientes e salas em computador em plugins que chamamos de Reverb de convoluções. Nesses reverberes gravamos amostras do som de sala em locais reais, como opera houses, casas, carros, cavernas, trens, etc e depois essa amostra é convertida para dentro do software que reproduz a reflexão real do ambiente.

Existem alguns estúdios que usam o mesmo processo de gravação de salas de reverberação. São salas especificas com caixas que transmitem o som que é gravado por um microfone ou mais, dependendo da imagem stereo que se queira! Elas são chamadas Echo chambers. Uma das mais famosas é a do Abbey Road na Inglaterra onde foram gravados muitos discos dos Beatles com esse tipo de reverberação natural. Dessa forma é possível controlar o quanto de reverberação  e o quanto do som original serão usados no processo de mixagem.

#wecando MAKING OF

Quero que veja como podemos dar distância, dimensão e profundidade para o som. Existem 4 elementos mais importantes para conseguirmos criar isso.

Primeiro a equalização de agudos – o agudo é muito direcional. Sua propagação, tende a ser mais direcional, devido ao curto e grande comprimento de onda, diferente dos sons Graves, que tendem a se propagar omnidirecionalmente. Então, cortando agudo iludimos nossos ouvidos parecendo que a pessoa ou o objeto que emite o som está mais distante.

O segundo elemento é a reverberação e principalmente as primeiras reflexões ou early reflexions, essas primeiras reflexões representa a distância que o som percorre até rebater em uma superfície reflexiva. O que dá justamente a idéia do tamanho e a forma do local. Usamos geralmente reverbes de convolução, que são reverberes gravados de um espaço real para simular essa distância.

O terceiro elemento é o volume, quanto mais baixo temos impressão do som estar mais distante e o ultimo elemento para posicionar o som é o pan.

Com esses 4 elementos em conjunto conseguimos posicionar o som, criar distância e dimensão. Veja no exemplo acima

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s