COMO CRIAR SONS – PARTE 4

click here for english version

#wecando TOPCASES

O termo designer de som ficou em evidência na última década principalmente pelos filmes da série Star Wars, onde surgiram novas idéias criativas para o som no cinema. Ben Burt é responsável por inúmeros sons inesquecíves. E praticamente criou o nome designer de som, porque ele não apenas gravava, mas criava novos sons.
Burt cria e faz sugestões sobre sons antes do filme ser criado ou visto. Como por exemplo na animação Wall-e, onde ele desenvolveu uma série de sons de máquinas antes da própria animação estar pronta.

Burt também é responsável por uma vasta gama na área de som. Geralmente há muito estritamente categorizados. Uma pessoa de gravação de som geralmente não faz a edição. E o editor não entra também na mixagem. Essa é a tradição da divisão do trabalho em filmes. Mas Burt é uma exceção a essa divisão tradicional se o trabalho que eu precisava para me descrever em alguns novos termos.

Então, por isso, ele começou a assinar os filmes como “designer de som”. Ele justifica essa nomenclatura  explicando que , embora enfatize o trabalho criativo em efeitos sonoros, o seu trabalho engloba a coordenação de tudo que é ouvidona trilha sonora final de um filme.
Em nossa próxima Newsleter vamos falar como Burt criou alguns sons incríveis e memoráveis para Star-wars, não perca!

Animation Sound Design: Ben Burtt Creates the Sounds for Wall-E (Part 2 of 2)

Clique na imagem para ver como foram desenvolvidos os sons para o Wall-E

#wecando MAKING OF

MENINO E O MUNDO COMO CRIAR SONS   CHUVA

nesse vídeo (só clicar na imagem) vou revelar alguns truques de design de som do indicado ao Oscar de animação – “O Menino e o Mundo”. Veja como foi criado o ambiente de chuva para esta cena.

Como parte de uma série, estamos mostrando como foram feitos e revelando algumas das técnicas que a equipe usou para criar a pós produção desse filme.

Alguns dos efeitos para este filme foram realizados por grandes músicos como: Barbatuques, Nana Vasconcelos e Grupo Experimental GEN, que foram então editados e processados para cada cena específica!

Um efeito muito legal foi o utilizado para criar a chuva. O principal som da chuva é composto basicamente por palmas com algum reverb (apenas para dar algum espaço especialmente no Surround).

Em seguida, acrescentamos alguns efeitos de chuva e alguns trovões, todos com várias camadas para construir a paisagem sonora.

Os demais elementos para formar a chuva foram:
palma com reverberação
pingos em uma mala de viagem
chuva no chão
chuva com distorção, que dá a sensação de uma chuva forte.

Por que usar tantas camadas/elementos? Nós gostamos de abranger todos os aspectos da imagem, pois acreditamos que existem dois tipos de sons.

O primeiro tipo é utilizado para dar dimensão e os efeitos emocionais (neste caso as palmas, chuva no chão, e a chuva com a distorção). O segundo grupo abrange o que vemos. (Como a chuva na na mala e os pingos).

Usamos também alguns metais como tambores, para acentuar alguns aspectos da chuva e produzir um som único, em vez de uma chuva genérica.

Agitando algumas placas grandes de metal conseguimos fazer o trovão como nos velhos tempos. É um efeito muito agradável e muito eficaz também.

Você pode perceber que é mais fácil e muito mais eficaz criar o seu efeito do que encontrá-lo em alguma biblioteca!

Alguns sons improvisados podem ser eficazes para contar a história com o som, já que os adereços são a sua criatividade.

Ambientes são muito importantes para um filme. Especialmente para ajudar a contar a história!

Você pode ver neste clipe que esta chuva antecede um silêncio, que retrata uma emoção e  transmite tristeza e solidão com som. Essa interpretação de emoção não é causada apenas pela trilha sonora, mas também pelos efeitos sonoros.

Anúncios