COMO CRIAR AMBIENTES CRIATIVOS

click here for english version

#wecando TOPCASES

Randy Thom, um dos designers de som mais aclamados pela indústria do Cinema, foi responsável pelo som de filmes como Forrest Gump, Harry Potter, os Incríveis, entre muitos outros títulos.

No filme Náufrago, com som design de Thom existe uma sequência de 45 minutos em que o personagem de Tom Hanks foi abandonado em uma ilha deserta, na qual percebe-se a ausência de  música e a utilização de  apenas 8 a 10 palavras de diálogo.

Zemeckis (diretor do filme) disse a Thom que queria aumentar o sentimento de isolamento de Hanks, eliminando quaisquer sons de insetos, pássaros, músicas ou qualquer bicho. Então o que  Thom fez para aumentar o isolamento?

Thom voltou para a essência do som nos filmes. A chave foi não  pensar literalmente sobre sons, mas pensar sobre como os sons são sentidos. Quando Hanks estava na enseada da ilha, por exemplo, Thom usou um som de vento cuja qualidade musical era melancólica criando um efeito emocional apenas com ambientes. Destacando ainda mais a sensação de isolamento. Veja no vídeo abaixo.

Cast Away (3/8) Movie CLIP - I Have Made Fire! (2000) HD

#wecando MAKING OF

CRIAÇÃO DE AMBIENTES PARA DESENHOS/ FXS

Quero mostrar para você como criar um ambiente envolvente e criativo, que ajuda a contar a história. A partir de elementos muitos simples, nesse caso os ventos, utilizamos alguns plugins  para criar sons mais complexos e criar movimentos. No desenho “Os Piratinhas” da Tortuga Studios, precisávamos criar um ambiente onde mostrássemos o que é uma aurora boreal, mas de forma lúdica. Utilizamos efeitos todos baseados em ventos processados, para esculpir o som . Para isso utilizamos esses processos:

Primeiro efeito –  o efeito é baseado para criar movimentações no vento. Para criá-lo usamos um Tremolo da Plug & Mix –  que é composto basicamente por alterações de volume na nota reproduzida, nesse caso o vento. Também usamos delays Eventide com modulações (que são variações de volumes, frequências e atrasos).

Segundo efeito – o vento com Glitch Eventide H3000 para criar partículas no ar, e dar dimensão, O Glitch é basicamente uma simulação de mau funcionamento de aparelhos eletrônicos, criando ruídos no som do vento.

Terceiro efeito – uma modulação com variação de pitch (afinação) que dá justamente mais peso e torna o som do vento “maior e mais pesado”!

Nesses 3 efeitos usamos algo que é muito curioso para criar uma grande movimentação para o som, que são justamente as automações de equalizações e filtros, criando variações de frequências e volumes, acentuando o movimento, confira no vídeo acima!